Sobre promessas de ano novo

Biscoito de Natal :: Clube do Baú
December 19, 2017

Sobre promessas de ano novo

Quase véspera de Natal. A sua casa já deve estar decorada, iluminada e a lista de compras da ceia deve estar ai, em cima da mesa. Você também já deve estar pensando quais serão as suas metas para 2018 e o que deverá ser feito ou mudado, para que você as alcance. Provavelmente já fez um balanço das metas definidas para 2017 e percebeu que algumas (ou todas!) não foram cumpridas.

Arrisco-me a dizer que entre elas, estava uma relacionada a perder ou ganhar peso, melhorar a alimentação da família ou começar uma atividade física. Acertei?  Ela também estava na minha lista de resoluções para o ano novo (há varios anos, diga-se de passagem) e eu também não a alcancei.

O ano começou, as aulas voltaram, veio o carnaval, a páscoa, os dias intermináveis de trabalho, a rotina maluca de cuidar da casa, do marido e de três filhas. Veio a febre, o dentinho nascendo, faltei ao pilates uma, duas, três vezes. Até que desisti. Chegaram as férias. Me perdi nos vários papéis da mulher. Já não consegui retomar a ioga. Por vezes não sobrou tempo pra feira. Improvisei a comida, com criança cansada chorando no colo. E o ano passou, assim, num piscar de olhos. Por ai foi muito diferente? A gente se sente tão cansada, que a possibilidade de um novo ano renova nossas esperanças de que dessa vez vai dar certo. Dessa vez eu consigo. E assim, o ciclo recomeça.

No meio disso tudo, eu me pergunto: como conseguir ter tempo de qualidade com os filhos, sem se perder no dia-a-dia massacrante da vida de adulto? E o mais importante: como cuidar de mim, para que eu consiga cuidar da minha família? Por que olha, preciso confessar: por vezes eu preparava uma refeição saudável pra elas e eu, comia o que dava, quando dava. E ai vem a contradição: como a gente pode cuidar, se a gente não se cuida? Pra cuidar, a gente precisa estar bem, saudável, descansada. Como conseguir isso, nos dias corridos de hoje? Lembre-se que em um voo, em situação de emergência, devemos colocar a mascara de oxigênio primeiramente em nos, depois nas outras pessoas. Uma analogia perfeita para o cuidar de si.

Certamente a gente precisa muito mais do que uma listinha de objetivos para o novo ano. A gente precisa aprender a ter mais presença e consciência no agora. A gente precisa se planejar, pra tudo. Comece por planejar a sua próxima refeição. Planeje um cardápio semanal ou mensal. Se certifique de ter todos os ingredientes em casa, se possível antecipe o preparo e congele algumas porções. Dessa forma, será mais leve, o cansaço será menor, você terá mais tempo para as crianças, que provavelmente estão também chorando ai do seu lado, enquanto você tenta preparar o jantar.

Planeje seu tempo livre, planeje seu fim de tarde, quem sabe assistir ao por do sol. Planeje seu jantar. Coloque as crianças mais cedo na cama, jogue conversa fora. Tome uma taça de vinho sozinha ou acompanhada. Sorria mais. Agradeça. Tenho convicção de que assim, seu ano, assim como o meu, será diferente, mais leve, mais fluido. E quem sabe assim não teremos a possibilidade de tirar nossas resoluções do papel, não e mesmo? Afinal, seu ano só será realmente novo, se você fizer coisas diferentes!

 

 

 

 

 

#costurandomemorias #resoluçõesdeanonovo #promessas #memoriasafetivas #planejamento #diasmelhores #viverbem #menospressa

 

 

 

 

foto capa: https://www.behance.net/cristihancu

Paola Castro Almeida
Paola Castro Almeida
Paola Castro Almeida - Nutricionista, pós graduada em nutricao humana, mãe da Sophia, Valentina e Isabella, idealizadora do projeto Cozinha do Bem - consultoria alimentar.